Flamenco, uma paixão em movimento

Por 13:24

A dança de origem espanhola tem adeptos no Espírito Santo. Saiba mais sobre o flamenco e onde praticar

“Não estou interessada na maneira como as pessoas se movem, mas no que move as pessoas”. Assim diz uma das frases célebres de coreógrafa alemã Pina Bausch. Sua paixão pela dança se sobressaía a sua técnica irreverente, fazendo saltar aos olhos dos espectadores a maneira como conseguia tocar uma alma. De maneira semelhante, a educadora física Lorena Perdigão vê esse tipo de atividade. “Pra mim, dança é bem-estar com o corpo e com a alma, é paixão, é entrega e dedicação. É repetição e estudo todos os dias. É esquecer a dor (física e da alma) para poder sentir apenas o prazer que a dança me proporciona”, diz.

Lorena é educadora física formada há 10 anos pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), especialista em Fisiologia do Exercício e formada em curso específico de Pilates pelo Centro Capixaba de Pilates. Ela faz aulas de flamenco há sete anos e, em 2010, foi convidada para dançar com a Alma Andaluza Cia de Danza. Sua paixão pela dança é evidente e, para ela, qualquer um pode começar a dançá-lo. “O flamenco é extremamente democrático, dançam homens e mulheres, idosos e jovens, adolescentes e crianças, gordos e magros, baixos e altos. Basta ter gana de aprender e incorporar a força que o flamenco tem”, diz.

Além de ser bailarina convidada da companhia, Lorena é responsável técnica pelas aulas de Pilates na Alma Andaluza Studio de Dança. “Trabalhamos apenas com condicionamento físico (público em geral) e condicionamento para bailarinos. Não trabalhamos com reabilitação, pois os professores são educadores físicos”, afirma.

O estúdio nasceu em 2011, sete anos depois da criação da companhia que leva o mesmo nome. “A fundação do Studio se deu por necessidade de ter um espaço próprio para estudo e divulgação do flamenco, sendo uma extensão do trabalho da companhia de dança. Queria ter um espaço com uma proposta diferente, voltado para a formação, capacitação e pesquisa”, explica Giselle Ferreira, diretora da escola e bailarina. Para ela, a fundação do estúdio representa um sonho realizado e, apaixonada pelo flamenco, acredita que o preconceito e a falta de divulgação são empecilhos para que mais pessoas conheçam a dança.

“Acredito que muitas pessoas não conhecem do que se trata o flamenco, talvez ainda falte um pouco mais de divulgação, deixar cair um pouco do preconceito de que as pessoas acham ser somente uma dança folclórica. Hoje, o flamenco é uma arte universal com linguagem contemporânea”, afirma Giselle.

Além de flamenco e pilates, são oferecidas ainda aulas de dança de salão e de yoga. A Alma Andaluza Studio de Dança também realiza saraus bimestrais com apresentações das turmas do estúdio. São sempre gratuitos, com duração de, no máximo, 40 minutos. “Os saraus têm como objetivo a divulgação da dança flamenca e também fazer com que os alunos da Alma Andaluza Studio de Dança possam ter a chance de mostrar o que aprenderam, de criar. [...] Não fica cansativo para quem assiste e é um desafio para quem dança, pois a plateia está ali, muito próxima”, conta Lorena.

O próximo sarau, que acontecerá nos dias 25 e 27 de julho, será realizado em comemoração aos 10 anos da companhia. O evento começará às 20h, com ingresso a R$15, e contará com apresentação das bailarinas Ivna Messina, Andreia Vargas e Giselle Ferreira. A ideia é montar um espetáculo com música ao vivo para 30 pessoas. Caso a demanda seja maior do que a esperada, o grupo fará duas sessões em cada dia.

Apesar das dificuldades enfrentadas para se dedicar à dança, como a falta de recursos ou apoio financeiro, Lorena não desiste e tem deixado o flamenco tomar cada vez mais espaço em sua vida, a ponto de querer se tornar uma profissional no assunto. “Mas sem abrir mão das aulas de Pilates que dou, que também são minha paixão”, garante a bailarina.

Onde estudar?
Se você também quer conhecer o flamenco ou fazer alguma aula experimental, conheça algumas escolas do Espírito Santo que oferecem essa modalidade:

Alma Andaluza Studio de Dança
Há três anos, a Alma Andaluza Studio de Dança, em Jardim da Penha, oferece aulas de flamenco para diferentes públicos. As turmas são divididas do nível 1 ao 5 e há, também, uma turma especial para crianças de 7 a 10 anos. O valor das aulas varia entre R$160 e R$210 ao mês, mas caso haja interesse é possível realizar uma aula experimental. Confira mais informações, no blog do estúdio clicando aqui.

Escola de Dança Monica Tenore
Quem preferir aulas particulares pode procurar o professor Rodrigo Rithelly, da Escola de Dança Monica Tenore, localizada em Jardim da Penha. As mensalidades são: R$160 (individual) e R$260 (casal). Inscrições pelo telefone (27) 998104305. Clique aqui para saber mais.

Monique Vieira Estação de Dança
Em Santa Lúcia, o espaço Monique Vieira Estação de Dança pode ser, também, uma opção para quem desejar começar a estudar flamenco. As aulas acontecem toda segunda e quarta, às 17h30. A mensalidade é R$130 e a taxa de matricula é R$40. Para mais informações, clique aqui.

Publicado em http://www.soues.com.br/plus/modulos/noticias/ler.php?cdnoticia=1289&categoria=1&nocache=1404241492

0 comentários